A NOSSA HISTÓRIA

GD SAMORA CORREIA

Fundado em 1975, o Grupo Desportivo Samora Correia foi o resultado da vontade e iniciativa de um punhado de Samorenses, que desejavam que a sua terra pudesse ser representada por um clube de futebol, para participar nos campeonatos distritais da A.F. Santarém.

Ao longo dos primeiros anos o entusiasmo das gentes de Samora Correia foi de tal forma grande que se deu um salto dos campeonatos distritais para os nacionais em menos de 10 anos de vida, tendo mesmo chegado, em 1986 à 2ª Divisão Nacional (na altura a antecâmara da 1ª divisão).

Pode-se mesmo dizer que a década de 80 foi a época de Ouro do GDSC, com a ascensão aos campeonatos nacionais, com os sucessivos melhoramentos do Campo de Jogos (Pelado), chegando a ter bancadas nas duas laterais do campo, com o forte apoio das gentes de Samora e das vilas vizinhas.

Para a história ficam alguns jogos que marcam esse período áureo. O jogo frente ao Odivelas, na última jornada da série E, da então 3ª divisão nacional, que com o empate, permitiu a subida á 2ª divisão, e que originou uma emotiva invasão de campo e festejos que duraram dias.

Já na 2ª divisão, destacam-se os jogos em casa diante do todo-poderoso Vitoria de Setúbal e do Estrela de Amadora, jogos para os quais foram montadas bancadas amovíveis no topo norte do campo, originando provavelmente as maiores assistências do velhinho Campo de Jogos.

O outro dos momentos áureos foi a visita ao Estádio das Antas para uma eliminatória da taça de Portugal, com a vitória natural do F.C. Porto por um esclarecedor 5-0, mas com uma equipa do GDSC a dar muito bem conta de si.

Foi também na década de 80, que por altura da contratação do prestigiado técnico; Joaquim Meirim que a RTP, na altura canal único passou uma reportagem destacando a dinâmica de um clube que era um exemplo na altura de grande êxito.

Poder-se-á dizer que nessa altura o GDSC não era apenas um clube desta Vila, mas que representava uma região.

Em sequência dos vários sucessos das equipas seniores, o GDSC, foi também dos primeiros a apostar nas camadas jovens e apesar de nunca se ter conseguido consagrar a nível distrital, conseguiu, no entanto, tirar aproveitamento de muitos atletas da formação para a equipa principal.

Após esta ascensão o GDSC começou a decair sendo que uma das principais causas para esse declínio, continua a ser apontada por muitos a deslocalização do campo para a Murteira, com o argumento de ai seria possível edificar um complexo desportivo que para além da vertente do futebol apostava também em recintos para a prática de outros desportos, mas também com o facto de não mais ter aparecido os mecenas que até então tinham colaborado financeiramente com o clube e os “carolas” que com o seu entusiasmo superavam as mais adversas dificuldades. O que é facto é que a partir dessa altura o clube sem a estrutura necessária para se continuar a afirmar começou inevitavelmente a afundar-se numa crise financeira e diretiva, acompanhando o trajeto de muitos outros clubes.

É, no entanto de louvar todos aqueles que apesar das dificuldades conseguiram continuar a obra que alguns puseram em prática, conseguindo mesmo algumas proezas como ter conseguido a subida de uma equipa de Futebol juvenil aos campeonatos nacionais, bem como ter conseguido ao longo destes anos proporcionar a prática desportiva a muitas crianças e jovens.

3

TÍTULOS DE CAMPEÃO DISTRITAL

17

Participações na Taça de Portugal

2

Participações na
2ª Divisão Nacional

8

Participações na
3ª Divisão Nacional

© 2021, GD Samora Correia. Todos os direitos reservados.