RAFAEL DIAS

Numa entrevista, concedida ao site oficial do clube, o atleta falou sobre os últimos anos ao serviço do clube e quais os objetivos para a próxima época desportiva.

Com que idade começaste a jogar?

Eu comecei a jogar futebol com 10 anos e entrei diretamente para os sub-11.

Qual a posição em campo que te sentes mais confortável?

A posição que me sinto mais confortável em campo é defesa central porque foi o lugar que me foi atribuído desde que comecei a jogar futebol.

O que mais gostas e o que menos gostas de fazer nos treinos?

O que eu gosto mais de fazer nos treinos é situação de jogo, e o que menos gosto é correr à volta do campo. (risos)

Para ti como deve ser o treinador ideal?

O treinador ideal para mim tem de ser exigente com a equipa, mas também é importante que saiba ser um líder e criar uma boa relação de amizade.

Qual foi o momento mais marcante no teu percurso pelo clube?

O momento mais marcante no percurso pelo clube foi a subida de divisão quando estava ao serviço da equipa dos iniciados.
Nós precisávamos de ganhar ou empatar para subir, mas não conseguimos e perdemos, mas a outra equipa que estava a competir connosco a subida de divisão também perdeu, então subimos de divisão e festejamos todos juntos.

Como tem sido para ti estes últimos anos ao serviço do clube?

Têm sido muito bons, vivi uma grande aprendizagem e tive a sorte de conseguir algumas conquistas a nível pessoal e coletivo.

Senti muito orgulho quando, na passada época desportiva, recebi o *prémio atleta da formação do ano. Foi algo surpreendente, são vários os parâmetros de seleção do vencedor, e eu não estava mesmo a espera de vencer o prémio.

Esta conquista ajudou-me a perceber o meu valor, enquanto atleta e pessoa, e deu-me motivação extra para continuar o trabalho em equipa.


* 45 º Aniversário GD Samora Correia – Entrevista de Rafa Dias

Para quem não conhece o Rafael, como te descreverias como jogador?

O Rafael é um jogador empenhado, que defende bem, e que tenta sempre ajudar a equipa.

Como tens vivido esta época tão atípica, com a impossibilidade de jogar e mesmo de treinar?

No início foi muito estranho, porque não estou habituado a viver sem o futebol, na maior parte dos meus dias. Tenho muitas saudades dos treinos e dos jogos e espero que o futebol de formação se inicie o mais depressa possível, com a devida segurança dada à fase que estamos a atravessar.

Esperando que na próxima época o futebol regresse à normalidade, que objetivos traças para o que aí vem?

Os objetivos que traço para a próxima época são a subida de divisão do escalão de juvenis, e a nível individual trabalhar intensamente nos treinos para dar o meu melhor nos jogos.

Quem é o teu maior ídolo no futebol?

O meu ídolo é o Cristiano Ronaldo devido a sua personalidade, e tudo aquilo que já conquistou no mundo do futebol.

Para ti, qual o melhor 11 que já viste jogar?

O melhor onze que já vi jogar foi: Gianluigi Buffon, Virgil van Dijk, Sergio Ramos, Dani Alves, Marcelo Vieira, Andrés Iniesta, Xavi, Bruno Fernandes, Lionel Messi, Neymar Júnior, e o Cristiano Ronaldo.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter